Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

Ouvidos à escuta de Benoît Pioulard.

The Benoit Pioulard Listening Matter poderá ser escutado a partir de amanhã e vale como o sexto álbum do compositor radicado em Seattle, quando se cumpre uma década após o seu disco de estreia.

Thomas Meluch, musicalmente conhecido como Benoît Pioulard, volta a basear as suas composições nas melodias vocais, tendo como temáticas o vício, a virtude e a morte.

_.jpg

Após composições brotaram dum período de luto, a turbulência e auto-medicação em busca da cura, The Benoit Pioulard Listening Matter registou a coincidência macabra de ter ficado pronto no mesmo dia em que o irmão de Thomas Meluch faleceu.

 

Os retoques de Princess Chelsea.

Sai amanhã da toca Aftertouch, o novo trabalho da personagem musical de Chelsea Nikkel.

Neste disco a neozelandesa apresenta um naipe de versões que foi coleccionando ao longos dos anos, entre 2010 e 2016 mais precisamente.

_.jpg

De Marianne Faithfull a Lucinda Williams, passando por Nirvana e Elvis Presley, sem esquecer os compatriotas Lawrence Arabia, Princess Chelsea apropria-se respeitosamente de canções de diversos estilos musicais.

 

Miaou gota a gota.

Caiu no mercado no último dia de Setembro o novo EP do trio nipónico, tendo como título Drops, sucedendo 3 anos depois ao Bring The Lights EP.

Neste registo os Miaou apresentam quatro novas composições, existindo um quinto tema disponibilizado através da compra no Bandcamp da editora.

_.jpg

Tatsuki Hamasaki, Hiromi Hasegawa e Mayumi Hasegawa prosseguem com a sua atmosfera povoada por sintetizadores e guitarras melódicas e melancólicas, misturando electrónica suave com post-rock ligeiro.

 

A primeira reacção de Shock Machines.

Após o lançamento dum EP em Abril, James Righton manufacturou o disco de debute do seu novo projecto, que estará disponível em meados de Fevereiro.

O auto-intitulado álbum foi gravado no Sul de França, à imagem do anterior trabalho, contando com produção de James Ford, que assinou a mesma no mítico trabalho Myths of the New Future dos Klaxons.

__.jpg

Do referido EP o ex-Klaxon aproveitou dois temas, Open Up The Sky e Shock Machine, aos quais acrescem 8 composições a estrear.