Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

O primeiro lançamento dos Throws.

Quase uma década após o último disco dos interessantíssimos Tunng, Mike Lindsay e Sam Genders repescaram a sua amizade num estúdio na Islândia, e lançam agora Throws, o primeiro registo do novo agrupamento com o mesmo nome.

Aproveitando a localização onde se encontravam, a dupla britânica convidou para o disco talentos locais como Sigurlaug Gísladóttir (dos múm) ou o quarteto de cordas Amiina.

_.jpg

O álbum é bastante diverso e encontra-se a milhas de distância do projecto que os uniu anteriormente.

 

Radio Dept. discorrem os sentimentos quotidianos.

Em meados de Outubro ecoará o novo trabalho dos suecos, sob o nome Running Out Of Love, sendo o primeiro em seis anos.

A banda viu-se envolvida num caso judicial com a sua editora, mas o facto de terem chegado a acordo no final deu-lhes energia suficiente para elaborarem um novo disco.

_.jpg

Segundo os Radio Dept. os novos temas versam acerca de tudo o que corre mal no mundo actual, focando-se na impaciência que vira raiva, ódio e apatia, relegando o amor para um lugar escuro.

 

Com amizade, White Lies.

Será dentro de 2 meses que poderemos abraçar o novo trabalho de estúdio do trio londrino, cujo título é Friends.

Como o nome poderá indiciar, a amizade é o tema central do disco, numa altura em que os membros da banda começaram a lidar com a fase adulta dos seus amigos e as importantes decisões adjacentes.

_.jpg

Os White Lies regressam após um silêncio ensurdecedor de 3 anos que tinha inclusivamente dado azo a algumas interrogações acerca da continuidade da banda. 

 

O retiro de Biosphere.

Departed Glories, o novo disco do projecto do norueguês Geir Jenssen, tem partida para as lojas agendada para dia 23 de Setembro.

Este trabalho nasceu com base em diversos excertos de música popular russa e de outros locais do Leste Europeu, inspirando-se essencialmente em Bronislawa, a freira polaca que se escondeu dos invasores tártaros na floresta de Wolski.

_.jpg

 

A carreira de Biosphere atinge assim a dúzia de álbuns, desta feita com uma fotografia centenária na capa, recuperada pelo fotógrafo Sergei Prokudin-Gorsky.