Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

GRAMOFONE

às voltas com os discos às voltas.

A nova versão da música de Todd Terje.

Depois do mui aclamado It's Album Time, o produtor norueguês lança em meados de Junho um EP gravado em conjunto com a sua banda de apoio, The Olsens.

Até à data a banda nunca tinha entrado em estúdio com Todd Terje, tocando apenas ao vivo nas últimas digressões, que acabaram por trazer o grupo a Portugal, por mão do Lisb-On.

_.jpg

Este álbum de curta duração, The Big Cover-Up, consta apenas de versões de temas de outros artistas (Martin Denny/Yellow Magic Orchestra, Martin Circus, Boney M e Vangelis), e remixes das próprias versões assinados por uma série de convidados.

 

Assim vai a vida dos Augustines.

O terceiro disco dos Augustines estará disponível a partir do dia 10 de Junho.

Sob o nome This Is Your Life, chega dois anos após o seu antecessor e traz-nos mais uma dezena de canções com o carimbo de urgência habitual da banda de Brooklyn.

_.jpg

Neste trabalho a veia folk acolhe de braços abertos o uso de sintetizadores que atribuem ainda mais força às composições dos Augustines.

 

A nova imaginação de Elysian Fields.

No final desta semana estará disponível a última obra de Jennifer Charles e Oren Bloedow, denominada Ghosts of No.

A dupla americana, que recentemente comemorou 20 anos de longevidade, mantêm a gravitação em redor do folk, investindo ora no pop, ora em tons mais jazz.

_.jpg

 Ghosts of No é o décimo disco assinado pelos Elysian Fields.

 

 

La Chanson Noire regressa e continua nas trevas.

Em Maio estará de volta o projecto assinado por Charles Sangnoir, três anos após o último álbum.

Chama-se Evergloom e, segundo o autor, é o seu registo mais intenso e esotérico até à data, gravado entre Portugal, Dinamarca e Marrocos.

_.jpg

A apresentação ao vivo do novo trabalho, que contará com um edição especial contendo um poster e um baralho de tarô, será feita em Lisboa, Paris e Londres.

 

A inspiração de Zeca Baleiro nunca dorme.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

13 de Maio é a data programada para o regresso de Zeca Baleiro aos inéditos, depois de alguns álbuns registados ao vivo.

Era Domingo começou a ser composto durante uma das suas últimas tours, depois de uma noite de insónias, tendo depois seguido os trâmites do seu último disco, tendo enviado cada uma das onze faixas para um produtor diferente.

_.jpg

O músico oriundo do Maranhão opta agora por estes métodos de produção para obter uma sonoridade diferente, após 20 anos de carreira e uma dezena de discos no currículo. 

 

 

 

Mais uma volta de Mull Historical Society em redor do sol.

O projecto encabeçado por Colin MacIntyre lançou no início de Abril o seu sétimo disco, Dear Satellite. 

O músico confessou ter-se focado mais que nunca no processo de composição das canções, daí que opine que o disco concentra muito bem todas as suas capacidades.

_.jpg

Este novo trabalho de Mull Historical Society marca o regresso após o Best Of editado no ano passado e que assinalou os 15 anos de carreira.

 

Big Deal dizem sim a novo disco.

Depois de um disco de estreia em formato duo, os Big Deal passaram a quarteto e o seu som cresceu em maturidade e potência.

Em Say Yes parece perceber-se novamente esse passo em frente, pelo menos a julgar pela amostra agora publicada. 

_.jpg

 O terceiro álbum da banda londrina sai na primeira semana de Junho.

 

Os Garbage voltam a ganhar asas.

Strange Little Birds será o sexto álbum assinado pelos Garbage, e tem o dia de Portugal como data de lançamento.

A banda liderada por Shirley Manson (em palco) e Butch Vig (em estúdio) declara que são vastas as semelhanças deste trabalho com o seu primeiro disco, facto que pode estar relacionado com a independência que sentiram durante o seu processo de composição.

_.jpg

 

Os Garbage anunciaram igualmente um nova tour pela Europa, que se segue àquela que celebrou os 20 anos da banda e do seu disco homónimo. 

 

 

 

The Weatherman a dar nas vistas.

Na próxima semana chega às lojas o novo disco do projecto assinado por Alexandre Monteiro, sob o título Eyeglasses For The Masses.

O disco é a cereja no topo do bolo do 10º aniversário desta aventura musical.

_.jpg

 

Entre o psicadelismo dos anos 60 até ao pop dos 90's, é um trabalho extremamente inspirado no território sonoro britânico.

 

 

Supergrupo no feminino.

Neko Case, k.d. lang, e Laura Veirs, três excelsas escritoras de canções, decidiram juntar-se e criaram um disco conjuntamente.

O projecto tem a singela designação de case/lang/veirs, sendo esse igualmente o nome do álbum que verá a luz do dia em meados de Junho. 

_.jpg

 As vocalizações vão rodando entre as três representantes do projecto, que concebeream as canções entre o loft de Lang e o estúdio caseiro de Veirs.

 

 

Pág. 1/5